Em tempos de transparência, as organizações também devem estar prontas para exigências de práticas corretas de atitude.  Isso não se aplica apenas para as relações com seus clientes, mas também em seus controles fiscais e administrativos. Por isso, muitas empresas adotam um sistema de compliance com um código de ética e conduta.

Você sabe como a avaliação de ativos impacta no compliance?

Compliance consiste em ações internas da organização e que estão direcionadas a contribuir para que a atuação da empresa siga regras determinadas por órgãos públicos e que também estejam com concordância com o regramento interno da companhia.

Todos devem seguir regras para um melhor convívio. As empresas também devem cumprir regras que podem ser as legislações específicas de sua atuação ou seu código de conduta. Como isso se encaixa na avaliação de ativos?

O valor da avaliação referencial para as empresas

As empresas devem ter um controle rígidos do valor dos seus ativos. Por isso, a implantação de um sistema de compliance pode ser importante porque ajuda a empresa criar regras que vão deixar essa avaliação transparente, o que é importante em gerenciamento de risco, por exemplo.

Saber e ter atualizado a avaliação dos valores dos ativos possibilita que a empresa possa conseguir uma boa contratação do seguro, por exemplo.

Quando a empresa mantém em dia a avaliação dos ativos, ela está na verdade, sinalizando sua preocupação estratégica. É possível, e até indicado, que seja feita a contratação de uma consultoria externa para cuidar do assunto.

A importância da avaliação de ativos

As empresas devem avaliar constantemente seus ativos. Dessa forma, os gestores poderão definir investimentos, fazer planejamentos e planejar as estratégias da companhia. Tudo isso deve ser pensado e executado de acordo com o regramento de compliance da empresa que também vai abranger o sistema contábil.

Dessa forma, uma ferramenta contábil, por exemplo, deverá ser feita de maneira apropriada e no prazo esperado. Isso ajuda a fazer o acompanhamento das ações e contribuem para a percepção de como elas estão relacionadas. A avaliação de ativos e o compliance acabam por ajudar na estratégia da empresa.

Antes de fazer a implantação do compliance é preciso que os gestores conheçam as normas e regras do setor em que atuam para que o compliance não entre em conflito com elas. Um bom exemplo, pode ser a questão tributária que é diferente para cada setor de atuação.

Resultados da avaliação de ativos

O resultado obtido vai apontar valores diferentes levando em conta:

  • Reposição. Quando há necessidade de substituição de ativo com características iguais
  • Dano elétrico. Perda que pode acontecer na parte de eletricidade
  • Perda Máxima Possível
  • Dano Máximo Provável
  • Perda Normal Esperada

É importante que os responsáveis pela gestão da empresa percebam que a implantação do compliance podem ajudar na garantia do cumprimento das obrigações tributárias e fiscais. Por isso, é importante que os envolvidos saibam das ações que devem ser adotadas no intuito de reduzir ou até mesmo bloquear os riscos.

Nesse sentido o compliance e a avaliação dos riscos contribuem consideravelmente para garantir a execução de uma contabilidade segura o que ajuda a reduzir a ocorrência de erros.

Gostou do post? Deixe o seu comentário! Se você precisa de mais informações ou de apoio para realizar a avaliação patrimonial https://globalconsultoria.com.br/avaliacao-patrimonial/ da sua empesa, entre em contato com a nossa equipe e agende uma reunião estratégica.

Por Equipe Global Consultoria

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Share This