Cuidar da contabilidade de uma empresa é preciso levar em conta as diversas ferramentas disponíveis para manter as finanças em dia. Entre os recursos está o teste de impairment que, de maneira geral, consiste em uma ferramenta contábil que barra o registro dos ativos da empresa além do limite que será recuperado após uso ou venda.

As empresas devem entender como funciona o teste de impairment para perceber que ele pode contribuir na garantia de que os valores ativos não figurem com um valor maior do que possa ser recuperado pelo uso. A realização do teste entrou em vigor em 2007 e já há muitas empresas especializadas na sua execução.

O teste de impairment é importante para as empresas porque ajudam a evitar prejuízos. O teste mostra se um ativo tem um valor superior ao recuperável. Se ele pode ser comercializado e contribuir para que o caixa da companhia seja reforçado.

Saiba como funciona o teste de impairment

Por ser uma avaliação importante, o teste de impairment deve seguir um padrão. E, por isso, é importante contar com empresas especializadas na realização desse trabalho visto que é necessário além de seguir o padrão uma especificidade técnica na análise de documentos.

Por meio desse teste é possível fazer uma avaliação do real valor líquido dos ativos da empresa. Confira alguns passos necessários para a execução do teste de impairment:

  • Se os bens avaliados podem ter prova de valor mensurável são considerados ativos intangíveis.
  • Mensuração: Se as provas documentais podem fazer o registro e identificar a extensão do valor que pode ser recuperável e também o valor de uso.
  • Divulgação: É quando é informado na demonstração contábil ou em notas.

Porque realizar o teste de impairment?

Fazer a execução do teste de impairment é uma obrigatoriedade exigida por lei já que ele impõe às empresas uma reflexão sobre seu próprio capital. É como se obrigasse às organizações olhar para suas finanças e colocá-las em dia para não serem surpreendidas com rombos financeiros, por exemplo, ou mesmo problemas fiscais.

Quando se faz o teste de impairment identifica-se um ativo classificado com um valor superior ou inferior ao que seria a realidade. Isto é, além da obrigatoriedade da lei, a razão para realizar o teste de impairmet é identificar quando um ativo é recuperável. No teste a empresa passa a ter a noção exata dos seus ativos.

Mantenha uma periodicidade ideal

O teste de impairment pode ser feito uma vez por ano. Esse é um período interessante pois é um intervalo em que já é possível identificar se houve perda de valor em algum ativo. Dessa forma, os gestores conseguem fazer a comparação dos valores e também administrar vendas ou compras.

Como pode ser feito em qualquer época do ano, a empresa pode fazê-lo em épocas diferentes para analisar os ativos em períodos diferentes, inclusive mais de uma vez. A necessidade da execução é quando acontece negociação de venda de ativo, seja essa venda total ou parcial.

Precisa de ajudar para realizar o teste de impairment na sua empresa? Entre em contato com a nossa equipe de especialisas e agende uma reunião estratégica.

Por Equipe Global Consultoria

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Share This